/Hotel de 007 Contra Spectre é um luxo na Cidade do México

Hotel de 007 Contra Spectre é um luxo na Cidade do México

No início de 007 Contra Spectre, o agente James Bond, acompanhado de uma bela mulher, persegue o inimigo durante o desfile do Dia dos Mortos no México. Ele se dirige com ela à um hotel e vai para o quarto.

De lá, sobe no terraço e, graças a uma escuta, ouve a conversa do vilão. Começa então a ação do longa, que só termina com uma briga no helicóptero sobrevoando a praça Zócalo, com uma multidão de pessoas abaixo.

Primeira descoberta da minha aventura pelo Grand Hotel Ciudad de México: o quarto, originalmente, é um escritório e foi adaptado como um aposento apenas para o filme, e não havia condições de eu acessar. A outra é que a cena externa foi feita de outro quarto, que também não me permitiram entram.

Mas consegui entrar no hotel e tirar umas fotos, já que a gerente, muito simpática, queria me cobrar 10 mil pesos (R$ 2 mil) para filmar lá dentro, mesmo que fosse para esse blog, não para uma megaprodução hollywoodiana.

O que importa é que as fotos estavam liberadas e foi ótimo sentir a energia do hotel, que tem um hall de entrada fantástico, no estilo art nouveau, com dois elevadores panorâmicos – para a área interna – e outros dois “normais”.

A curiosidade é que, em 007 Contra Spectre, James Bond (Daniel Craig) subiu no elevador panorâmico da direita. Já em 007 Permissão para Matar, com Bond sendo interpretado por Timothy Dalton, o personagem subiu pelo da esquerda.

Hall de entrada do hotel e elevador panorâmico que James Bond subiu em 007 Contra Spectre - Foto: Bruno Porciuncula
Hall de entrada do hotel enfeitado para o Dia dos Mortos e, ao fundo, o elevador panorâmico que James Bond subiu em 007 Contra Spectre – Foto: Bruno Porciuncula

O elenco e diretores não ficaram hospedados no hotel. “Eles filmavam aqui e tinham um quarto para descansar, mas não dormiram. A gravação foi muito tranquila e mais rápida do que esperávamos”, contou a gerente Gabriela López.

Vitrais da cúpula do Grand Hotel Ciudad de Mexico - Foto: Bruno Porciuncula
Vitrais das cúpulas do Grand Hotel Ciudad de Mexico – Foto: Bruno Porciuncula

Além do luxo do hotel, a localização é privilegiadíssima. Próximo da maior praça da América Latina, e a segunda do mundo, o hóspede pode sair dali e ir para o metrô ou utilizar os ônibus de turismo a apenas alguns metros.

As vistas dos quartos e do restaurante também são excelentes, já que capta não só a praça, mas também monumentos históricos como a Catedral e o Palácio Nacional – que estão abertos à visitação pública.

A diária para se hospedar no luxuoso e tradicional hotel da Cidade do México custa a partir de R$ 400. Nem é tanto, pela excelente localização e história que tem no hotel.

Vista do restaurante do hotel: praça Zácalo, Catedral e Palácio Nacional - Foto: Divulgação (não me deixaram entrar no restaurante... :( )
Vista do restaurante do hotel: praça Zácalo, Catedral e Palácio Nacional – Foto: Divulgação (não me deixaram entrar no restaurante… 🙁 )

Não viu a cena inicial do filme? Então, veja abaixo