/Museu do Louvre em Abu Dhabi será aberto em novembro

Museu do Louvre em Abu Dhabi será aberto em novembro

Após 10 anos de lançamento do projeto, finalmente vai ser aberto o Louvre Abu Dhabi na capital dos Emirados Árabes Unidos. O museu vai abrir as portas no dia 11 de novembro. “A França está orgulhosa de contribuir a este museu com os Emirados Árabes Unidos”, afirmou a ministra da Cultura francesa, Françoise Nyssen.

“O Louvre Abu Dhabi incorpora a nossa crença de que as nações prosperam em diversidade e aceitação, com uma narrativa que enfatiza como o mundo sempre foi interligado”, diz o presidente da Abu Dhabi Tourism & Culture Authority, Mohamed Khalifa Al Mubarak. “O museu representa a mais recente inovação em uma longa tradição de preservação cultural alimentada pelos líderes fundadores dos EAU”, completou.

O Louvre de Abu Dhabi é a primeira filial do famoso museu francês, que abriga a maior coleção de arte do mundo e tem o objetivo de promover a imagem da França. O museu deseja atrair visitantes dos países árabes vizinhos e do restante do mundo.

O museu receberá obras de arte, artefatos e empréstimos de 13 museus e instituições francesas, além de exposições temporárias. O arquiteto francês Jean Nouvel, vencedor do Prêmio Pritzker de Arquitetura, foi o responsável pelo projeto, que tem águas do mar do Golfo Pérsico preenchendo o edifício.

A iluminação será basicamente natural. Quando a luz solar passa pela cúpula de 180 metros, composta por quase oito mil estrelas de metal, cria-se uma “chuva de luz”, que lembra o efeito produzido pelas palmeiras sobrepostas dos Emirados Árabes.

Louvre Abu Dhabi
Luz Natural vai fazer sombras parecerem folhas típicas da cidade

O acordo entre o governo francês e Abu Dhabi para instalar o Louvre tem vigência de 30 anos e estipula que a França vai prestar assessoria, emprestará obras e organizará exposições temporárias em troca de um bilhão de euros. Do total, 400 milhões correspondem ao pagamento pelo direito de usar o nome Louvre.

*Com informações das agências internacionais RFI e AFP